quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Por Amar-te Assim...

Tu deixaste-me no peito
Bem no fundo da minha alma,
Uma termenda dor
Que nunca mais acalma,
Uma paixão Imensa
Algo inesperado...

Teu sorriso me efeitiçou
O teu olhar ainda me espanta,
O teu nome um grito
Preso na minha garganta,
E eu apenas um coração
Por ti sempre despresado...

Mas tentando eu ser feliz
Vivo o meu pior castigo,
Amar-te eu não posso
Pois és o meu fruto proibido,
Vivendo para sempre no sofrimento
Guardado no eterno sentimento

Por amar-te assim...

Vivo eu perdido
Num mundo abandonado,
Sonhando, eu bem que sonho
Sem te ter a meu lado,
Sabendo que tanto sofrimento
Pode até dar em nada...

Desejo o teu corpo
Sem nele poder tocar,
Dejeso os teu labios
Sem os poder beijar,
E morro de dejeso
Em cada madrugada

Para onde quer que vá
Imagino-te no meu caminho,
Mesmo que em pensamento
Preciso do teu carinho
Pois vivo no sofrimento
Por sonhar contigo...

5 Pedrinhas Lançadas:

Mariana Dore disse...

Me lembrei daquela musica que nem lembro mais quem cantava...

"Por te amar assim
A felicidade é o meu castigo
Será que tanto amor assim é proibido
Estou morrendo aos poucos por sonhar contigo

Por te amar assim
Desejo a sua boca sem poder beijá-la
Desejo a tua pele sem poder tocá-la
E tremo de vontade a cada madrugada
Por te amar assim..."

Tem musica que é poesia.

Tania T. disse...

aiai... falta me palavras pra descrever a emoção que senti ao ler tuas belas palavras!!!

*-*

Perfeitooo!!!

Bjokinhas'

Vieira Calado disse...

Olá, amigo!

Passei para ver as novidades

e desejar bom fim de semana.

Um abraço

guímel disse...

Lindo o poema!

Parabéns

Bjsss

rosana disse...

Liiindo poema vc esta de Parabéééns adoreiii
Beijos...sss

BlogBlogs.Com.Br