segunda-feira, 13 de abril de 2009

Dedicatória (part. I)


Com muito amor e carinho
Te dedico este poema,
Não sabendo o que escrever,
Nem tão pouco qual o tema

Não sei do que escrever,
Nem tão pouco do que falar,
Só sei que todo o meu amor
Te quero dedicar,

Quero dedicar-te o meu amor
Ser feliz na verdade,
Quero amar-te com calor,
Apesar da tenra idade,

Apesar da tenra idade,
Apesar de ainda ser criança,
Por te amar com intensidade,
Morria na ponta de um lança

Se tal fosse preciso,
Seria o primeiro voluntário,
Nesta vida tão monótona
Nada há em contrário

Nada há em contrário
Nada vou contrapor,
Pois nesta vida só quero
Oferecer-te todo o meu amor

Todo o meu amor,
Toda a minha paixão,
Pois és tu que guardo
No fundo do meu coração

No fundo do meu coração
Dentro da minha alma,
Pois és tu meu amor
Que me transmite toda a calma

Transmite muita calma
E até muita tranquilidade,
Para sempre te hei-de amar
Mesmo que não me ames de verdade

4 Pedrinhas Lançadas:

Angela Guedes disse...

Olá João...
Espero que logo tenhas tempo para nos visitar.

“Mais que uma mão estendida
Mais que um belo sorriso
Mais do que a alegria de dividir
Mais do que sonhar os mesmos sonhos
Ou doer às mesmas dores
Muito mais do que o silêncio que fala
Ou da voz que cala, para ouvir
É a amizade, o alimento
Que nos sacia a alma
E nos é ofertado por alguém
Que crê em nós”.
Desejo para você uma semana
Florida, cheia de amor e alegria.
Ângela.

Desejos Aliciantes disse...

O importante é amar sempre
Obrigada pela visita no meu
que vc tenha um bom dia
:)

•.¸¸.ஐA Borboleta apaixonada pela Rosa disse...

Para o amor sempre faltam palavras, mas não há que se preocupar com isso... O amor é!

Beijos e borboleteios

Mariana Moralles disse...

Desculpa a demora pra retribuir sua visita!
Lindooooo seu blog! Cheio de poesia! Adorei! Muitos beijos...

Mari

BlogBlogs.Com.Br