sexta-feira, 13 de março de 2009

Não Sei

Não sei o que escrevo
Não sei o que falo,
Não sei porque grito
Nem sei porque não me calo

Mas para quê calar
Se não sei o que digo?
Para quê sofrer
Se só quero estar contigo

Só quero estar contigo
O porquê, não sei…
Quero ser mais que teu amigo
Já que por ti me apaixonei

Apaixonei-me por ti
Sem saber qual a razão,
Não sei o que sinto por ti
Mas acho que é paixão

Sinto paixão na alma
Loucura no pensamento,
Não sei porque penso
Em ti a todo o momento

Em ti a todo o momento
Penso sem pensar,
Não sei o que tenho em mente
Quando penso em te amar

Quando penso em amar-te
Quando penso em sentir-te,
Só quero enamorar-te
Mas não sei como pedir-te

Não sei como pedir-te
Nem sei como te dizer,
Sou louco por te amar
Sou louco por te querer

Louco por em ti crer
Querer amar-te sem preocupação,
Quero sentir sem crer
Ter-te sempre no coração

Ter-te sempre no coração
Amar-te só mais um pouco,
Cair na tentação
Entrar no teu sufoco

Entrar no teu sufoco
Perder-me nesse teu mundo,
Olhar-te em segredo
Beijar-te num segundo

Beijar-te num segundo
Tocar-te lentamente,
Quero sentir-te em mim
Amar-te eternamente

Não sei se mereço
Tudo o que sinto,
Por ti ando perdido
No meio deste labirinto

No meio de um labirinto,
Perco-me a sonhar,
É este o instinto
De quem sonha em te amar

6 Pedrinhas Lançadas:

Desejos Aliciantes disse...

Belo poema,
Boa noite pra vc
E bom findi
Beijos

João Guilherme disse...

Cara, muito bom o poema sabe usar muito bem os versos

Gleiciane Ferreira disse...

Nossa que poema lindo,adorei..

Abraços

ana_priscila1 disse...

Lindas palavras
Belissimos versos

Volte sempre

Um beijo de luz*

Eärwen Tulcakelumë disse...

Imagino como seria se tivesses a certeza de saber! Gosto da tua forma apaixonada de escrita.

Pérolas incandescentes de boas energias e saber aqui deixo.

Eärwen

n!n@ disse...

sempre ouvi dizer k kem pensa racionalmente n está msm apaixonado, pois so um apaixonado é k ñ sabe nada de nada (tipo tu :p).... n pensa, n racionaliza, ou seja o amor tem razoes k a propria razao desconhece, por ixo boa sorte, adorei o poema!!!!

bjs

BlogBlogs.Com.Br