sexta-feira, 27 de março de 2009

Se Eu Soubesse (part. II)


Não sei como posso
Nesta vida não sofrer,
Se enquanto não morro
És a razão de eu viver

Perco-me na ilusão
Na dor que não me dói,
Pois toda a vida é inútil
Quando a morte nos destrói

Morte essa, que tanto espero
Que nos sonhos não alcanço,
Com tua imagem sobre o peito
Nas trevas eu descanso

Repouso no silêncio da escuridão
Nas mágoas da minha dor,
Não sei como posso dar ao coração
Sossego, paz e amor

Para que serve acreditar
Que a perfeição existe,
Se até o verdadeiro amor
Pode ser a coisa mais triste

A tristeza do meu ser
Invocada por esta dor,
É a fé que me roga a Deus
E a todo o nosso amor

Sinto-me na esperança
De um dia te reencontrar,
Ver o brilho dos teus olhos
Nos teus braços voltar a acordar

Quero de novo no amor
Poder voltar a acreditar,
Não sei se será possível
Sem teu corpo para amar

Quero sentir na alma
A sede do teu beijar,
Amar-te sem certezas
Perder-me no teu olhar

2 Pedrinhas Lançadas:

{Nanda}_A disse...

Adorei...

Perder-se no olhar...
voltar a acreditar...

Ahh como sao deliciosas estas sensaçoes...
eu diria que sao unicas...

beijos

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

BlogBlogs.Com.Br