segunda-feira, 16 de março de 2009

Que Vida é a Minha!


Oh! Que vida é a minha?
Que só me faz sofrer,
Quase morro de tristeza
Com pena de não te ver.

Com pena de não te ver
Com desejo de te tocar,
Olhar-te bem de frente
E teu corpo acariciar

O teu corpo acariciar
E nele adormecer,
Encostado nele ficar
Ser teu até morrer

Ser teu ate morrer
Amar-te p’ra toda a vida,
Se meu amor não queres ter
Minha missão já mais será cumprida

Minha missão já mais será cumprida
Nem tão pouco servirei p’ra nada,
Se teu amor não me dás
Minha vida está acabada

Minha vida está acabada
Sem saber porque acabou,
Se ela não me ama
Porque é que meu coração me roubou?

Porque é que meu coração me roubou?
Sabendo que não me amava,
Em meu peito, flechas lançou
Minha alma amargurava

Minha alma amargurava
Meu amor lhe dei,
Sei que ela não me amava
Mas eu sempre a amei

14 Pedrinhas Lançadas:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Vim agradecer a visita e conhecer também o teu espaço. Volte sempre que quiser.
Um abraço e boa semana

Sandra Mara disse...

Q lindo seu blog. A música q colocou como fundo foi perfeita..
Obrigada pela visita e pelo comentário. Volte sempre q quiser,
pq aquele cantinho não é só meu e sim "nosso". Voltarei mais vzs no seu. Me senti em casa, aqui!
UM maravilhoso e iluminado dia!
Beijos...

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola!! Obrigado pela visita, mas que poema triste,bonito, porém triste.Gostei do espaço.

Um abraço!!

Bandys disse...

Muito lindo.
Bello

Agradeço sua visita e sei que vou voltar.

beijos

Carla disse...

uma dádiva de amor...belas palavras

Izinha disse...

Belas palavras de amor deixadas ao sabor de doces ilusões.

adorei te conhecer!

mil beijinhos!

jugioli disse...

Lindo poema.

obrigado pela visita no Só poesias,
embora eu tenha mudado de blog para outro link:
www.cadernosdodia, onde sua presença será bem-vinda.

obrigado

@dis-cursos

Xana disse...

Vim aqui para conhecer o teu canto ler-te e agora tenho de te dar os parabéns , gostei muito e vou voltar :)
volta a retalhos sempre que quiseres também :)

Boa semana

Gleiciane disse...

Ah sou babona mesmo afinal é meu caçulinha né?rs

Tenho uma menina de 5 anos tbm.

abração querido

Tainá Simples disse...

Olá grande!

Grande aquele que pode dar sem precisar receber, aquele que se logra mais por amar do que por ser amado.
Aquele, que ao contrário de muitos, "ama o próximo como a si mesmo".

Muito interessante teu espaço!
Obrigado pela visita!
Meus posts não são muito frequêntes, mas fique a vontade para retornar! ^^

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Um amor não correspondido dói... Em quem ama por não ser amado e em quem não ama por não amar!
Lindo poema, João.
Adorei vir conhecer o teu espaço.
Beijos e borboleteios

Joana* disse...

O amor, quando não é correspondido dói. Dói muito. Porém, ainda assim, não deixa de ser gostoso senti-lo, pois temos uma razão maior de viver e um sentido verdadeiro para sonhar...

adorei, pois passei e de momento passo por essa situação..

*izil* disse...

Qque bonito seu blog, sus poesias, parabéns, temos um grande poeta aqui.
abraços
izil

Tamires . disse...

João?
Que lindo espaço vc tem! Parabéns!
Fiquei encantada aqui!
E qto ao seu último post, o amor é algo que nos mostra seus dois lados não? Na mesma proporção que nos faz sorrir, nos deixa tb em estado de aflição, que por vezes, traz lágrimas.

Ficou muito bonito, de verdade.

Te deixo aqui, um beijo.

E muito obrigada pela visita no blog, te digo que a porta estará sempre aberta pra vc, e nem precisa bater. E aqui? Voltarei mais vezes, pq foi muito bom ler-te.

Bjos!

BlogBlogs.Com.Br