quarta-feira, 18 de março de 2009

Felizmente Há Luar (part.I)


A morte que nos leva
Para de onde a vida nos trouxe,
Deixa-nos perdidos no além
Como se nada fosse

Perdemo-nos na escuridão
No mais profundo olhar,
Encontramo-nos sem razão
Como se encontram peixes no mar

Encontro magia na ilusão,
Destreza no teu olhar,
Fico alegre quando recordo
Nossas noites ao luar

Aquelas noites que passámos
A olhar as estrelas cintilantes,
Foram momentos de prazer
Sem saber se éramos amantes

Éramos, tenho quase a certeza
Mas agora já não somos,
Tenho pena por viver
Na destreza do que um dia fomos

Roubamos a luz do sol
À noite as estrelas e o luar,
Riram-se as águas santas
Por verem tanta emoção no ar

Era alegria, era amor
Toda a emoção naquela hora,
Mas logo tudo acabou
“Não quero mais vou-me embora”

Ao ouvir estas palavras
Que me disseste sem pensar,
Todo o mundo desabou
Mas felizmente há luar

Abriste minhas feridas
Que há muito se haviam fechado,
Fizeste meu coração em pedaços
Numa noite de amor inacabado

7 Pedrinhas Lançadas:

ParadoXos disse...

felizmente há poemas e lugares assim - aprazíveis de estar!


abraços

Gleiciane disse...

Olá!!
Tenha um lindo dia.
Amei o poema lindo como sempre

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO JOÃO BELO POEMA... ADOREI... UM GRANDE BEIJO DE CARINHO,
FERNANDINHA

Rui Caetano disse...

Um poema bonito e cheio de sentires diversos.

Fabricante de Sonhos disse...

João!

Obrigada pela visita na minha fábrica!
Vim até aqui conhecer suas sete pedrinhas e adorei o que li e o que vi aqui!

Sua poesia é linda. É verdadeira e tudo feito com muito sentimento.

Adorei tudo por aqui!!!!

Visitarei frequentemente!

Ótima quinta feira!!!

Beijos Grandes...

Fabricante...

Belinha disse...

Lindo poema... O amor inacabado...
Adoro coisas assim.

Olhos de Mel disse...

João, obrigada pela visita e pelo carinho!
Amei seu blog! Sua maravilhosa poesia, cheia de sentimento, amor, paixão...
Muitas vezes, dizemos o que na verdade não queríamos, ou temos que escutar algo que jamais gostaríamos, mas faz parte da vida. A vida a dois é complicada. É preciso se ter cumplicidade e tolerância...
Fique bem, viu?
Beijos

BlogBlogs.Com.Br